Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvor,a terra e a ria

Alvor,a terra e a ria

20
Jul20

A Terra

Joaquim Morais

                                                               Alvor

 

   Decerto sempre terra de pescadores, a história não documenta com rigor o seu passado mais distante. No entanto, a sua realidade geográfica, quase que permite o atrevimento de reivindicar para ela um protagonismo, que as avoengas conjunturas seguramente não dispensariam. Em épocas nas quais as acções eram conduzidas por uma estratégia de domínio, que privilegiava a conquista de locais onde a sobrevivência biológica e a segurança militar se conjugassem, Alvor teria naturalmente sido motivo de acesas e contínuas disputas. Situada hoje aos pés da ria que tem o seu nome, o passado tê-la-ia também certamente na vizinhança da mesma, ressalvando a localização, com a atenção que no tempo mereceriam as questões tácticas de carácter defensivo. Talvez por isso, se atribua a localização primordial deste lugar, numa zona a norte da actual, sobranceira à ria e ao mar, e que termina numa falésia que acompanha a ria ao longo da sua margem esquerda. Local que se tem manifestado generoso no fornecimento de pistas para refazer a história, e que as gerações que o conhecimento directo permite, têm vindo a chamar de Vila Velha.

   As diligências feitas para a reconstituição do passado desta terra, têm revelado um manancial de dados, que atestam a apetência do homem por este lugar desde o longínquo e obscuro período que antecedeu a história.

   Na história das civilizações mais antigas, Alvor, não obstante a escassez de informação, terá sido certamente palco de acontecimentos, cujos ecos, chegaram até nós modelados pela fantasia de gerações, que, desde sempre, fizeram uma divulgação muito própria, do fumo que a fogueira dos eventos costuma produzir. Os relatos de alguns escritores da antiguidade, podem levar a concluir, sem que o possamos afirmar categoricamente, que a localização da importante cidade e entreposto comercial marítimo, Portus Annibalis, nome atribuído por um grupo de cartagineses residentes, em homenagem ao famoso general cartaginês Aníbal, corresponde ao local onde se situa actualmente a povoação de Alvor.

   A evidência da presença romana, é um facto que o espólio arqueológico perceptível a olho nu, por toda a parte, confirma. A influência árabe, talvez até mais marcante, revela-se em vários aspectos da vida das gentes: na terminologia utilizada, na arquitectura de alguns edifícios, em traços fisionómicos que ainda são patentes em certos indivíduos e o próprio nome, Alvor, enraíza no idioma crescentino.

   A reconquista e a integração definitiva no reino, do castelo de Alvor, conseguida com os avanços e recuos próprios do processo de expansão e consolidação da nação, aconteceu em meados do século XIII.

 

 

 

Pág. 2/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub